Moço da cor escura


Moço de cor escura
Me pegue pela cintura
Me tome em teus braços
Guia-me pelos caminhos da loucura.
Deixe que eu morda com desejo esses seus lábios
E me embriague de tua saliva doce e abusiva.
Moço de cor escura
Faça comigo coisas absurdas e solta-me no ar
Como pluma leve a flutuar.
Faça-me um amor bem gostoso
Leve, solto, carinhoso
Deixe que me deleite em teu gozo
E em teu corpo possa estravazar
O desejo de te amar.
Moço de cor escura
Mate a sede de meus lábios,
Esse desejo de meu corpo
Roçando teu corpo no meu,
E depois que explodir meu desejo,
Saciando meu corpo entre teus beijos,
O meu corpo pode ser teu.
Moço de cor escura
Lábios finos, que doçura
Olhos cheios de ternura
És meu passaporte para a loucura.

Nadya Haua


 

Voltar

 

 

Página Principal