A VOCÊ



Só...


Encontro-me em negras nuvens de mundo oculto
Sendo perseguido por fantasmagóricas ilusões
Promessas, juras de infidelidade e torturas
Procurando dentre imenso lamaçal de detritos
Cheio de sentimentos eróticos e envolventes
Que entrelaçando-me, tornam-me um pária
Incapaz de manter contato humano social,
Vivendo de lembranças sórdidas e amorosas,
Ainda em delírio, recordo com saudade,
Quando a tinha em meus braços
Juravas amar-me, acredito. Como a amo!
Sim. Amavas a mim, a ele e a nós todos.
Mas não importa, eras minha
Naquele momento, minha...
Pertencias a mim e
Dizias em gestos, meneios tão doces
Tinhas o corpo quente, eras fria,
Seus beijos sensuais,
Queimavam minh'alma...
Foste embora, por que?
Agora, lembro!
Chorei,
Alguém gritou!
As horas passaram,
Meu dinheiro terminou!


Ramoore

 

Voltar

 

Página Principal