Receita para compreender...



Senhor!

Ontem na volta do último adeus,
Uma lágrima de revolta renasceu
Em meio ao conflito de ter da fé,
O grito preso, o peito cheio de dor...

Senhor!

Lembranças em formas de lágrimas,
Inundaram minha alma sem crenças
Da verdade, sem compreender vidas
Tiradas juntas ao aviso de meu viver...

Senhor!

Tropeçando em desatinos da partida
Feita como destino, procuro da luz
De minha vida nascida do sorriso,
Sentida no guiar de meus passos...

Senhor!

Fechando os olhos, abro minha alma
Na busca, escondo no coração a falta
De suas mãos, na carícia feita ao colo
Materno, sinto do caminho em poesia...

Senhor!

Agradeço voltar minha compreensão,
Deixo à mente, faço do espaço o voar
Da verdade em semente da fé ir e vir
Sem partir dos desígnios a presença...

Senhor!

Sempre Bendito e Eterno o seu saber
De ser dor maior a inversão do adeus,
Em último olhar sentir descer lágrimas,
Molhando de cismas o ter dado a luz...

Senhor!

Obrigado, Senhor.
Por ter sido meu, o último adeus.
 

 

Ramoore

 

Voltar

 

Página Principal