Eu juro que vi
 
 
Sabe, vou te contar um segredo, um dia de sol
Olhando pelo buraco da fechadura, eu juro que vi
Aquilo que todos escondem de nós, debaixo do lençol
Como se o mundo não pudesse enxergar, eu juro que vi...
 
 
No começo pensei ter descoberto o chamado pecado,
Cheguei a sentir vergonha ao olhar, mas, eu juro que vi
Algo estranho como se de repente alguém ao meu lado,
Também, estivesse olhando,  eu juro que vi
 
 
Olhando com meus olhos bem abertos para bem notar
A diferença pelo buraco da fechadura, eu juro que vi
Uma coisa tão diferente... tão diferente, ao imaginar
Do susto de mamãe quando eu contar... eu juro que vi
 
 
O papai bem devagarinho, de mansinho abrir a porta
Para não fazer barulho, sem acender as luzes, eu juro que vi
O grande susto que levou ao tropeçar na cadeira torta
E deixar os presentes caírem... eu juro que vi.
 
Ramoore