O porquinho chorão

 



Era uma vez, um porquinho chorão
Chorava a toa, por tudo e por nada
A mãe do porquinho vivia desconsolada
Já nem sabia quando dizer sim e não

 

Pois o porquinho era mesmo chorão
Fazia birra e esfregava os olhinhos
Com seus pequenos dedinhos
E chorando rolava pelo chão

 

A mãe do porquinho ficava preocupada
E no colo o porquinho ninava
Entre zanga e carinhos ficava
O tempo todo muito ocupada

 

Cuidando sempre do porquinho
Já não sabia mais o que fazer
Tinha tanta coisa a resolver
Precisava descobrir o caminho...

 

Diziam existir uma pequena fada
Que vivia em um lugar encantado
E muito bichinho tinha curado
A fadinha era muito procurada

 

Para tudo sempre tinha a solução
Tirava quebranto e qualquer dor
Curava com seu carinho e amor
Ensinando uma pequena oração

 

A mãe do porquinho ficou muito animada
E conversando com a vizinha do lado
Descobriu o caminho procurado
Tratou logo da viagem tão esperada

 

Com o porquinho chorão logo partiu
Cheia de esperanças da fada encontrar
Depois de muito e muito caminhar
Ficou maravilhada com o que viu

 

Tinha chegado no lugar encantado
Era um lindo recanto cheio de flores
Com um arco-íris de todas as cores
O céu parecia estar sempre estrelado...

Foi quando da estrela mais brilhante
Uma doce voz cantando uma canção
Dizia para ter paz e alegria no coração
A mãe do porquinho sorriu e ficou radiante

 

Olhou para estrela e contou de sua aflição
A estrela transformou-se na pequena fada
A mãe do porquinho ficou toda emocionada
E pediu a graça da tão poderosa oração

 

A fadinha sorrindo respondeu ao pedido
Para tudo existe um motivo e uma razão
Precisamos aprender a hora do sim e do não
Para curar birra, não existe nada escondido

 

A mãe do porquinho prestando bastante atenção
Foi compreendendo da oração o significado
Dito e sentido por todos mas nunca lembrado
E olhando com carinho para o porquinho chorão

 

Viu que o porquinho chorão tinha parado de chorar
A mãe do porquinho ficou toda feliz com o acontecido
O porquinho desceu do colo e disse já ter crescido
Prometeu não fazer mais birra, nem por nada chorar

 

A fadinha ficou alegre por ter encontrado a solução
Ensinando que tudo tem a sua hora e momento de ser
Bastou esperar o porquinho crescer para tudo resolver
A mãe do porquinho riu muito de sua antiga preocupação.

 

Ramoore

 

 

 

Voltar

 

 

 

CANTINHO DA RITINHA