Apenas, sem penas...

 




De diversos pensamentos procuro
No sol de meus dias no feito presente
Igual um anjo renascido puro
Sem ligar da saudade ser ausente

Cultivo meu prazer das formas de amar
Nas noites da solidão crio beleza
Do corpo em alma impar sem altar
Sinto da lua luzir branca realeza

Das lágrimas rio em rio transparente
Olho das marcas em rusgas extintas
Não importo do ontem no aparente

Dos risos em choro fecho meus lábios
Tenho do batom cobrir rugas em tintas
Faço do quadro pintar alfarrábios!

 

Ramoore

 

Voltar

 

Página Principal