Criador e Criatura
 
 

        
E veio o vento,
varrendo na estrada 
de passos apressados,
transformando em pó, 
minhas idas e vindas 
na procura do plantar 
sem  esperar da colheita.
E veio a chuva, 
chovendo na estrada 
de passos apressados,
transformando em lama 
minhas idas e vindas 
na procura do plantar
sem esperar da colheita.
E veio o sol, 
aquecendo na estrada 
de passos apressados, 
transformando em calor 
minhas idas e vindas 
na procura do plantar 
sem esperar da colheita.
E veio a verdade 
analisando a estrada 
de passos apressados 
em marcas deixadas 
por alguém
que ninguém 
viu passar, 
de tão apressados 
que estavam na arte de copiar
 
 

Ramoore

 

Voltar

 

Página Principal