Hibisco




Dos devaneios de sonhos coloridos
Na liberdade da paixão sem ter freios
Das emoções nascerem de libidos
Em instintos naturais de meus anseios

No proceder sem medos de fugirem
Dos teus meus desejos enternecidos
Na cor da noite feita da miragem
Em nossas almas somos envolvidos

Envolvendo de eu em ti no prazer
Fico embriagado na falsa ilusão
Sem acordar e prever do sol nascer

No calor da pele nua da pele tua
Meu corpo veste gozo na infusão
De flores de Hibisco na luz da lua!

 

Ramoore

 

Voltar

 

PáginaPrincipal